Como evitar a desnutrição na terceira idade

Uma série de mudanças fisiológicas ocorrem em nosso corpo à medida que vamos envelhecendo. A estrutura orgânica, a absorção de nutrientes, o apetite, por exemplo, passam por uma série de mudanças. É normal que suas atividades entrem em perda e o ritmo de funcionamento biológico não superem os ritmos de desnutrição. A situação nutricional da população idosa do Brasil apresenta 15,9% de baixo peso. E a principal causa dessa desnutrição está na falta de ingestão de nutrientes necessários para o desenvolvimento das funções corpóreas.

A nutricionista Tathiana Ferreira explica que, à medida que a idade vai aumentando, as necessidades energéticas diminuem. No entanto, a necessidade dos nutrientes aumenta. Por esse fato, é muito importante priorizar alimentos de alto valor nutricional. “É comum que idosos deixem de comer alimentos sólidos e passem a comer os mais pastosos. Mesmo nessa fase, é importante dentro de uma dieta balanceada, trabalhar a mastigação, aliada a alimentos saudáveis”, comenta a nutricionista.

Dentre os problemas mais comuns em idosos, relacionados a uma alimentação mal estruturada, estão: a obesidade com atrofia da massa magra, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, insuficiência digestiva e osteoporose.

Um importante aliado contra essa desnutrição é a vitamina C. De acordo com a nutricionista, a vitamina C é indispensável na prevenção de doenças cardiovasculares na terceira idade. Segundo um estudo realizado por 12 anos com idosos de 60 a 101 anos, a mortalidade causada por doenças cardiovasculares é menor naqueles que ingerem frequentemente vitamina C, encontrada nas frutas como morango, laranja e limão.

As doenças vasculares, diabetes e distúrbios gastrointestinais estão ligados à falta de vitamina A. E ela pode ser encontrada em alimentos como peixes, vegetais, frutas, fígado, leite integral.”, esclarece Tathiana, que acrescenta:“A vitamina E também é fundamental contra a aterosclerose. Essa vitamina está presente em cereais, verduras e legumes verdes, frutas secas, sementes e óleo vegetal.”, explica ela.

Um ponto importante para melhorar a nutrição e a qualidade de vida dos idosos está em estabelecer horários regulares para as refeições. “O idoso precisa de maior conforto e esse ajuste de horário ajuda a fornecer maior apetite, como também energia e nutrientes”, comenta Tathiana. A nutricionista ainda ressalta que é necessário consumir bastante água para evitar a desidratação e problemas renais. “Alguns idosos, devido à incontinência urinária. não desejam beber líquidos ou não sentem sede. É fundamental que eles se hidratem constantemente”, alerta a nutricionista, que também destaca que a pratica de atividade física na terceira idade ajuda muito.

É indispensável, em todas as fases da vida, consumir alimentos de variados grupos e na consistência adequada; na terceira idade não é diferente. Com uma alimentação balanceada, a nutrição estará presente e o idoso terá uma saúde tranquila.

Fonte: Tathiana Ferreira e Toda Comunicação

Arquivado em: Bem-estarNotícias em destaque

Sobre o autor:

RSSComentários (0)

URL

Deixe uma resposta

javaversion1
Warning: passthru() [function.passthru]: Cannot execute a blank command in /home/storage/b/51/e2/assisefe/public_html/wp-content/themes/SmoothBasic/footer.php on line 3